Paraíso Perdido

Um patrimônio natural com três ribeirões, 18 piscinas naturais e oito cachoeiras de águas cristalinas. Essas são algumas das belezas de um complexo turístico conhecido como “Paraíso Perdido”. O espaço de natureza preservada é ideal para quem busca tranquilidade, mas não dispensa uma aventura.

O título de paraíso perdido já dá uma dica de que a tranquilidade é alcançada após a aventura do caminho: o trajeto sinuoso com uma estrada estreita de terra leva a uma região isolada de cerrado com as mesmas características da Serra da Canastra. O nome, na verdade, foi dado quase por acidente por dois aventureiros ribeirão-pretanos há cerca de 50 anos.

“Na época, eles vieram de moto e passando pela serra resolveram se aventurar. Eles foram subindo, passeando, até que começou a escurecer e um deles falou ‘vamos embora, nós estamos perdidos, não vamos achar a trilha para voltar’, mas o outro quis continuar e ir mais a fundo. Então ele ouviu um barulho de água e desceu, aí ele viu as águas e disse ‘isso aqui é um paraíso’, mas o outro repetia ‘é, mas nós estamos perdidos’. Eu falo que esse lugar é uma providência de Deus, até o nome já surgiu por um motivo”, conta o proprietário da chácara, Hebert Mendonça.

Na propriedade, há um restaurante com comida caseira, área para camping com pias, mesas e churrasqueiras, banheiros com chuveiros de água quente. Para os que não querem montar a própria barraca, há cinco barracas de alvenaria e um apartamento. Na área de preservação próxima ao ribeirão, nenhuma estrutura foi montada ou construída. Os visitantes podem praticar canyoning, rapel e tirolesa.

Em uma visita por acaso, o gerente comercial Anderson Adriano Teixeira fugiu da correria de São Paulo (SP) no paraíso que ele conhecia apenas de ouvir falar. “Já faz alguns anos que eu queria conhecer, aí estava passando pelas redondezas e resolvi parar. É muito lindo e bom para desligar, até perdi a hora para acordar pela primeira vez em anos”, diz.

O contador Paulo Beterchini também trabalha na capital paulista e conta que a vontade é de viver na tranquilidade da natureza após o passeio na chácara. “Realmente é um paraíso. As cachoeiras são maravilhosas, a água é limpíssima, vegetação maravilhosa, fiquei surpreendido com o local. A gente tem que voltar para São Paulo, mas a gente volta pensando quando vamos para o paraíso novamente.”

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support